(44) 9 9846 - 8412

Educação

Compartilhar:

Gamificação na educação: Como os jogos auxiliam na aprendizagem?

A revolução tecnológica vem proporcionando aos mais diversos segmentos da vida melhorias significativas. No campo da educação não poderia ser diferente, é um tema que já era matéria de estudo, a gamificação, acabou ganhando novos elementos com o passar dos anos e com a introdução de novas ferramentas, sobretudo tecnológicas.

Neste artigo vamos entender como a gamificação na educação auxilia professores no trabalho de aprendizagem; vamos entender também como os jogos, de essência lúdica, ganharam o reforço tecnológico e hoje em dia são ferramentas bem sucedidas no processo de construção da cidadania de crianças e jovens.

Entendendo a gamificação

Criar novas estratégias de aprendizagem sempre esteve entre os objetivos mais urgentes no universo educacional, afinal de contas, ganhar a atenção de crianças e jovens é uma das missões mais difíceis desse mundo. O uso de ferramentas alternativas foi ganhando espaço com o passar das décadas e a evolução que o mundo vem passando no campo da tecnologia abriram espaço para a introdução cada vez maior de jogos no processo educativo.

A gamificação, ou o uso de games no processo de aprendizagem, é uma das estratégias mais produtivas, pois trabalha com toda a ludicidade que crianças e jovens precisam, e ainda conseguem entregar conteúdos pedagógicos mais divertidos, que tendem a ser absorvidos de forma mais acentuada por estudantes. 

Os elementos da gamificação no ensino

A gamificação pressupõe a introdução de elementos tradicionalmente encontrados nos games como:

  • Narrativa;

  • Sistema de feedbacks;

  • Sistema de recompensas;

  • Conflito;

  • Cooperação;

  • Competição;

  • Objetivos e regras claras;

  • Níveis;

  • Tentativa e erro;

  • Diversão;

  • Interação;

  • Interatividade.

As atividades planejadas pelos professores devem conter esses elementos vistos em games, criando com isso novas dinâmicas e abordagens para a produção de conteúdo, e ampliando possibilidades de aprendizagem para crianças e jovens.

Essas atividades, se bem inseridas, auxiliam sobremaneira o processo de construção de ensino e capacidade de aprendizagem. 

E agora, vamos ver como os jogos auxiliam na aprendizagem:

  1. Estimula o trabalho em equipe – Uma das características mais marcantes da gamificação no ensino é o estímulo ao trabalho em equipe. Desde criança somos apresentados aos jogos, que quase sempre são feitos em duplas, ou em grupos. Assim, somos levados a trabalhar coletivamente, colaborativamente e aprendemos que desta forma é mais divertido, é mais saudável e traz melhores resultados.

  2. Educação mais divertida – A gamificação auxilia muito o ensino ao fazer estudantes associarem ensino e diversão, termos dificilmente vistos em uma mesma frase dentro do sistema tradicional de aprendizagem. O elemento lúdico é bastante eficaz no processo de tornar prazeroso o ensino e por conta disto a gamificação consegue criar um ambiente dos mais férteis para absorção de conhecimento.

  3. Motivação acentuada – Todos sabem que a hora do recreio, ou o intervalo, é o momento mais desejado por crianças e jovens nas escolas. Há uma motivação natural para este momento, que a gamificação consegue transpor para as suas atividades. Estudantes passam a se sentir motivados a participar de atividades com elementos de jogos inclusos, e assim passam a desejar esses momentos dentro do cronograma de atividades de aprendizagem.

  4. Incentiva a comunicação – Muitas são as crianças e jovens que possuem dificuldade de comunicação na sala de aula, em momentos mais formais do ensino, mas em contrapartida, se soltam nas atividades mais lúdicas, como as brincadeiras. Quando você desenvolve dentro do sistema de ensino atividades lúdicas você acaba incentivando essas crianças e jovens a se comunicarem melhor, o que acaba gerando bons resultados no dia a dia dos estudantes.

  5. Aumenta a concentração – Todos já devem ter visto um dia a cena de uma criança ou jovem que normalmente é bastante agitado completamente concentrado por conta de algum jogo. A gamificação no ensino acaba por trazer esse resultado, pois incentiva demais a concentração nas suas atividades, que normalmente possuem dinâmica de competição, e nas competições, quanto mais concentrado você estiver, maiores são as chances de bons resultados. 

  6.  Gera maior autonomia do aluno – Um dos muitos objetivos que professores e educadores têm no dia a dia é a construção de um processo de aprendizagem que traga mais autonomia ao estudante, pois um aluno com comportamentos mais autônomos tende a ser mais proativo, questionador e protagonista. A gamificação nesse sentido estimula o estudante a desenvolver autonomia e ser protagonista de sua experiência de aprendizado.

  7. Estimula a memória – Jogos tem um poder de estimular a memória muito maior que uma aula mais tradicional. A gamificação na educação consegue entregar bons resultados neste processo de assimilação de conteúdo pedagógico por parte dos estudantes.

  8. Aperfeiçoa o foco – A gamificação na educação aperfeiçoa o foco e o raciocínio lógico, já que para sair vitoriosos nos jogos é necessário sempre criar estratégias para ganhar mais pontos, ou para descobrir o inimigo. 

  9. Impacta várias idades – A gamificação tende a ser associada com a educação infantil, por conta dos elementos lúdicos e do trabalho que os educadores desenvolvem no ensino infantil. Entretanto a gamificação na educação não só atende ao público infantil, mas sim estudantes de todas as idades, bastando tão somente adequar o jogo ou o elemento de gamificação para o grupo desejado. Os elementos de gamificação conseguem ser aproveitados por crianças de quatro anos, com jogos lúdicos, e por jovens de 15 anos, com jogos de competição.

  10. Estimula a competição saudável – Há uma falsa ideia no mundo pedagógico de que toda forma de competição é prejudicial ao desenvolvimento da personalidade de uma criança ou jovem. Competições aguçam o sentimento de querer fazer o melhor, de querer se aperfeiçoar e buscar vitórias. A gamificação na educação, se bem apresentada, consegue estimular a parte benéfica da competição.

Além desses benefícios, o uso da gamificação nas escolas e no processo educativo consegue desenvolver no estudante: 

  • Organização;

  • Responsabilidade;

  • Disciplina;

  • Pensamento crítico;

  • Curiosidade;

  • Pesquisa;

  • Atitude positiva;

  • Competências sócioemocionais.

Técnicas de gamificação

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos educadores que estudam o processo de gamificação na educação é encontrar técnicas que possam ser utilizadas dentro do ambiente escolar. Por isso, trouxemos algumas delas: 

  1. Storytelling – Permite que o professor coloque em suas atividades histórias e enredos; a narrativa é uma das técnicas mais relevantes para engajar os estudantes; 

  2. Sorte De Iniciante – quando o professor começa um jogo apresentando níveis mais fáceis para os estudantes, para eles se sentirem estimulados a continuar jogando;

  3. Criando Do Zero – Estimula o estudante a pensar do início o jogo, a atividade, ou a resolução dela, criando uma sensação muito grande no estudante de posse e pertencimento. 

  4. Mentoria – Coloca um aluno com resultados melhores para ajudar outro aluno com resultados não tão bons. Um trabalho em equipe que estimula a vontade de aprender.

  5. Escolha Significativa – Oferece ao estudante a possibilidade de escolher caminhos diferentes para seguir, e todos eles levam ao resultado proposto. Dá ao estudante a percepção de escolha.


A importância da gamificação na educação

Na medida em que educadores passam a inserir elementos de gamificação no processo de ensino, os estudantes vão ganhando, gradativamente, maior autonomia, invertendo o processo tradicional, que projeta o estudante como elemento passivo da aprendizagem. 

Assim, ao absorver conhecimento de forma ativa, sendo protagonista do mesmo processo, o estudante vem a ganhar consideravelmente uma capacidade maior de retenção de conhecimento.

A gamificação assim ganha importância no sistema de aprendizagem, e ajuda a garantir que a revolução educacional ainda existente no universo pedagógico, projete melhoras no sistema de aprendizado e colha frutos no futuro, com gerações cada vez mais aguçadas por conhecimento e aprendizado.

Conclusão

Vimos aqui que a gamificação na educação vem trazendo grandes benefícios para o ensino, principalmente por conta de sua estrutura, lúdica por essência, que estimula a aprendizagem, aperfeiçoa qualidades e potencializa resultados. Inserir elementos de jogos nas atividades de sala de aula não só atrai mais alunos, como os incentiva as querer saber, princípio mais que básico da pedagogia,

E aí guerreiro, está pronto para construir um legado por meio da gamificação na educação?  Explore outros conteúdos como este em nosso blog, e esteja preparado para os próximos desafios.

Compartilhar:

Posts Relacionados

Ver Categoria

Receba conteúdos exclusivo no seu e-mail, como notícias, eventos, ofertas e muito mais.

Por favor aguarde...

Obrigado!

Nosso oráculo recebeu sua solicitação. Fique atento para novidades em seu e-mail.

Solicitação Falhou

Nossos corvos não receberam sua requisição Por favor, tente novamente!

Voltar