(44) 9 9846 - 8412

Educação

Compartilhar:

Educação 4.0: O que é, Como funciona, Quais principais pilares?

Qual o papel da escola no século XXI? A resposta desta pergunta certamente trará à tona um dos conceitos mais utilizados por educadores e pesquisadores da pedagogia: a educação 4.0

Mas afinal, o que significa este termo, que numa primeira leitura lembra bastante as terminações tecnológicas ligadas a softwares e afins?

Este artigo tem como abordagem principal a educação 4.0, o seu conceito, o seu funcionamento, e qual a relação que ela desenvolve com o mundo atual, flertando inclusive com o futuro da educação no país e no mundo.

Educação 4.0

Imagem


O termo educação 4.0 está relacionado ao conceito de indústria 4.0, também chamada de 4ª revolução industrial, que traz como alicerces a ampliação da tecnologia, por meio de indústrias automatizadas, internet das coisas, inteligência artificial, realidade aumentada, coleta e análise de dados, impressão 3D, nanotecnologia, dentre outras características.

Essa nova era tecnológica, guiada pela automação e pelo digital, tem transformado o modo de se pensar a educação dentro das escolas e universidades, criando novas linhas pedagógicas que consigam preparar de forma mais completa os alunos para este novo mundo.

Assim, vemos o tradicional modelo de sala de aula, com lousa, giz e papel dando cada vez mais espaço para novas formas de aprendizagem, que o modelo tradicional não consegue mais dar conta de todas as demandas desta nova era informatizada, e não consegue mais atender integralmente as necessidades das novas gerações de estudantes, que já nascem sabendo mexer em notebooks e smartphones.

Leia também:

Revolução digital: O que é? Vantagens? Como afeta a educação?

Objetivo da educação 4.0 

Imagem

Por conta disto, a educação 4.0 chega para modificar as formas de se entregar conhecimento, e nesse novo conceito os estudantes não precisam mais acumular conhecimento, e sim terem um ensino personalizado às suas necessidades atuais e futuras, preparando-os justamente para a ocupação de profissões do futuro.

Nesse sentido as práticas pedagógicas ganham dinamismo, e se atualizam na mesma velocidade que a nossa internet. Com uma estrutura de ensino dinâmica e tecnológica, a educação 4.0 proporciona ao estudante condições mais abrangentes de convivência com o mundo real, o que sempre foi um desafio para o ensino tradicional, que focava na teoria advindas somente dos livros. 

Relação aluno x professor na educação 4.0

Imagem

São dois os principais pilares da chamada educação 4.0: o professor e o aluno.

Aluno 

Para o aluno, a educação 4.0 deve proporcionar uma maior relação de autonomia e protagonismo na jornada de aprendizagem do estudante, com ele desenvolvendo a autonomia plena sobre a sua experiência educacional.

Outra mudança reforça a ideia de aprendizagem através da prática e não mais somente com teoria, se utilizando de um ambiente escolar mais rico, produtivo, dinâmico e que ofereça possibilidades diversas de aprendizagem.

Professor

Para o professor, a educação 4.0 traz uma mudança de perspectiva tão importante quanto para o estudante. O professor passará de detentor e curador de informações para mentor, compartilhando conhecimento e experiência. 

O professor deixa de ser o foco central na jornada pedagógica e passa a ser um elemento auxiliar e moderador, deixando para cada estudante esse papel de protagonista de sua própria jornada de ensino.

Como funciona a educação 4.0 

Imagem

Em um primeiro momento é razoável pensar que a educação 4.0 tem como base o uso de ferramentas tecnológicas como notebooks, smartphones e tablets, mas essa ideia não condiz com a verdade, ao menos não completamente.

Essa nova revolução na educação traz consigo uma nova abordagem de ensino, fazendo desta mudança o principal pilar desta nova era educacional. Mesmo que a sala de aula física continue como parte central do processo pedagógico, agora ela terá mais uma função de espaço para debate, diálogos e trocas de experiência

O espaço de ensino propriamente ficará cada vez mais a cargo de softwares, aplicativos, videoaulas e a chamada EAD.

Neste cenário será importante que a nova educação proponha ao estudante uma autonomia muito maior no processo de aprendizagem, para que ele sempre consiga atender as demandas tecnológicas futuras e não se atrase no processo de absorção de conhecimento.

As mudanças na estrutura escolar na educação 4.0 

Imagem

É importante entendermos também que o funcionamento da educação 4.0 tem início no ambiente administrativo escolar, com a adoção de ferramentas eficientes e tecnológicas que irão ajudar no acompanhamento personalizado dado a todos os estudantes da escola.

A administração escolar terá assim uma função de analisar dados cada vez mais detalhados sobre a experiência pedagógica de cada um de seus estudantes e a partir daí construir novas abordagens para as mais diferentes situações encontradas.

Somente depois de possuir uma estrutura administrativa eficiente que o conceito de educação 4.0 poderá ser colocado em prática no dia a dia da sala de aula. Com esta mudança de perspectiva, onde o estudante passa a ser protagonista e o professor passa a ter uma função de mentoria, as salas de aula serão preenchidas com conteúdos diversificados, metodologias diversas e o uso de muitas ferramentas tecnológicas, auxiliando no processo de aprendizagem.

As vantagens da educação 4.0 

Imagem

Pensar nos benefícios que a educação 4.0 consegue proporcionar para as novas gerações de alunos é pensar no futuro que queremos para o nosso país. Assim, entre as vantagens desta nova educação, encontramos:

Ensino mais democrático e inclusivo: Nesta nova abordagem pedagógica, onde o estudante possui autonomia e protagonismo, a educação se transforma numa arma democrática que abrange e contempla todos em um processo que se mostra inclusivo. Quando se pensa numa experiência personalizada de ensino, estamos afirmando que diferentes níveis de inteligência e de personalidade podem ser contemplados da mesma forma no processo de ensino.

Otimização da gestão administrativa: Utilizar tecnologias novas para gerenciar de um modo muito mais personalizado, dinâmico e eficiente as jornadas pedagógicas de cada um dos estudantes é um benefício muito grande que gestores de escolas ganharam com a educação 4.0.

Protagonismo do aluno: Uma das grandes vantagens da educação 4.0 reside nesta mudança de perspectiva central, onde o estudante deixa de ser um mero receptor de informação e passa a ter autonomia sobre a sua jornada de aprendizagem. Esta mudança é essencial para que as novas tecnologias sejam ferramentas úteis no processo de educação na nova era.

Os principais pilares da educação 4.0 

Imagem

A ideia de educação 4.0 se sustenta a partir de alguns pilares que consolidam as novas práticas de ensino e abre caminho para uma aprendizagem mais inclusiva, personalizada e otimizada com as necessidades de cada estudante dentro do seu universo mais particular.

Confira os seguintes pilares!

Modelo sistêmico 

Esse pilar confere às instituições de ensino a função de analisar o cenário atual e propor novas estratégias e objetivos para que uma nova mudança seja produzida em consonância com as necessidades atuais dos alunos e professores. 

É o ato de refletir sobre as novas formas de se praticar a educação e de se produzir conhecimento que possa ser compartilhado por todos de uma forma muito mais dinâmica que no modelo tradicional de ensino.

Mudança de senso comum 

Este pilar busca uma mudança de pensamento, saindo de uma base teórica mais tradicional e buscando referências baseadas no meio científico e tecnológico, que dialogue melhor com os tempos atuais e que por isso seja mais atrativa para estudantes no processo de aprendizagem. 

Desta forma a escola terá um referencial teórico mais apto a conversar com crianças e adolescentes nascidos na era tecnológica.

Engenharia e gestão do conhecimento 

Esse pilar se sustenta com o processo de análise das competências e habilidades dos alunos, sendo fundamental para que este novo ensino, que busca uma abordagem mais personalizada, tenha efeito na prática. 

É importante que escolas e educadores entendam quais os perfis de estudantes que estão inseridos nesta nova abordagem educacional, pois somente assim é que o processo de construção pedagógico será feito de forma produtiva.

Cibercultura

Esse pilar trata dos espaços de aprendizagem, que na educação 4.0 passa por grandes mudanças de perspectivas. 

Se antes tínhamos tão somente as salas de aulas, agora o espaço pedagógico ganhou o mundo e as nuvens tecnológicas.

Assim, cabe aos educadores e pesquisadores da nova educação pensar e refletir sobre quais espaços são aptos para que todo o conceito de educação 4.0 seja colocada em prática da melhor forma possível.


Conclusão 

Estar pronto para o futuro é um dos papéis mais importantes que educadores, professores e estudantes têm nesta nova era, baseada no uso quase indiscriminado de tecnologias, que se bem utilizados, servirá como uma ferramenta poderosa de ensino e de absorção de conhecimento.

A educação 4.0 está em vigor, e não podemos mais voltar no tempo, cabendo às escolas, gestores e professores a tarefa de planejar e executar projetos edificadores de ensino e aprendizagem.

Acesse outros conteúdos como este em nosso blog. Até a próxima!


Compartilhar:

Posts Relacionados

Ver Categoria

Receba conteúdos exclusivo no seu e-mail, como notícias, eventos, ofertas e muito mais.

Por favor aguarde...

Obrigado!

Nosso oráculo recebeu sua solicitação. Fique atento para novidades em seu e-mail.

Solicitação Falhou

Nossos corvos não receberam sua requisição Por favor, tente novamente!

Voltar